Como ele superou o desemprego!

Desempregado

Olá! No primeiro post aqui do blog quero contar a história do Ramón, um amigo da faculdade que passou por uma situação bastante difícil recentemente.

O Ramón é um cara que veio de família pobre e humilde e que já passou por muitas situações difíceis nessa vida.

Mas ele nunca se deixou levar pelos caminhos errados e tinha o sonho de vencer através dos estudos.

Com muito costumo conseguiu se formar no ensino médio, e depois conseguiu ser aprovado em primeiro lugar no vestibular de Direito da Puc Rio, que é uma faculdade privada.

Para arcar com as mensalidades passou a trabalhar como garçom e um restaurante próximo ao campus. Todo o salário que recebia era destinado a pagar as mensalidades e investir em matérias e em cursos de aperfeiçoamento.

Mas veio a crise econômica e mudou a história do Ramón. Com a chegada da crise que assolou a economia do país o restaurante em que ele trabalhava teve uma forte queda de movimento.

Com isso o dono se viu obrigado a cortar custos e a demitir alguns funcionários do estabelecimento. E entre esses funcionários estava o meu amigo Ramón.

Do dia para a noite ele se viu sem nada e ficou desesperado por não conseguir pagar as mensalidades do curso de Direito, que já estava quase no final.

Como o Ramón superou o desemprego

Cupcake

Foi então que uma colega de trabalho do restaurante em que ele trabalhava decidiu ajudá-lo. Como ela percebeu que apesar de ser garçom ele demonstrava habilidade na cozinha, indicou que ele fizesse um curso sobre como fazer cupcake para vender (saiba mais).

Como sempre gostou de estudar e correr atrás, ele investiu as poucas economias que tinha neste curso. Começou a produzir os cupcakes e os levou para vender na faculdade.

Em pouco tempo, tornou-se um mestre em cupcakes e fez sucesso com os doces no campus. Todos queriam comer aquele doce maravilhosos que todos falavam bem.

Rapidamente ele fez disso um negócio, conseguiu pagar as mensalidades e hoje vive da venda de doces.

O seu próximo passo é abrir seu próprio negócio e se tornar um empresário no ramo de alimentação. É ou não uma história emocionante?

 

Adicionar um comentário

You're using an AdBlock like software. Disable it to allow submit.